segunda-feira, 9 de maio de 2011

Insônia.

Me pegue, me jogue dentro do seu coração e me deixe fazer dos seus batimentos cardíacos, borbulhações de amor, de desejo, de abstinência.
Me salve, desse frio que sinto sem o calor de suas palavras, o anseio que sinto sem poder tocar tua pele, sentir teu calor, sem sentir teu cheiro se impregnando em casa fração de do meu corpo, fazendo viciar-me.
Toque para mim até meus olhos se fecharem e desacordada eu ficar...Toque até eu conseguir dormir, até cada melodia me embarcar em um antigo mundo de sonho -que sem você não posso dizer que é sonho-.
Se eu tiver uma fria noite de insônia, e os livros ou chocolates quentes não resolverem, deite-se do meu lado, coloque tuas mãos dentre meus fios de cabelo negros, me beije delicadamente, e me faça dormir. Me conte historias do seu tempo de "garotada", ou me diga qualquer bobagem...Só me deixe ouvir tua voz, tua voz me acalmando, tuas mãos me acariciando, teus lábios me beijando. E mesmo com sono, te direi que minha insonia continua...Não acredite, é apenas uma desculpa, para eu poder te ter, te sentir, até o sol nascer, e os lírios enfeitarem a janela.
Porque hoje, minha unica necessidade, é te ter ao meu lado, tuas palavras, seu humor, tuas melodia, e os lírios,

Nenhum comentário:

Postar um comentário